Publicada em 15 de Junho de 2018 ás 08:31:04
Venda de sede da Odebrecht empaca por falta de acordo

  

 

 

Após mais de um ano de tentativas, a venda do prédio sede da Odebrecht em São Paulo não encontrou compradores, mesmo após a oferta ter rodado entre todas as grandes operadoras de imóveis comerciais e gestoras de investimentos imobiliários. Não que o prédio seja ruim. Pelo contrário. O edifício de 18 andares tem alto padrão, certificado ambiental, e está situado na Marginal Pinheiros, próximo do eixo corporativo da zona sul. O problema é que o ativo, avaliado em cerca de R$ 350 milhões a R$ 400 milhões, está comprometido em uma dívida de R$ 520 milhões com o Itaú. A construção da sede terminou em 2013 e foi financiada por um Certificado de Recebível Imobiliário (CRI) adquirido pelo banco em que o lastro são os aluguéis pagos pelas subsidiárias do Grupo Odebrecht que ocupam o prédio. Após reajustes anuais previstos no contrato, o valor da locação ficou muito caro, e

a.u.i.s.p

[ Imprimir ]