Publicada em 15 de Junho de 2018 ás 16:07:43
Jorge Vianna diz não sentir constrangimento ao disputar eleição pelo partido de Geddel

Jorge Vianna, ex-deputado federal e pré-candidato ao Senado pelo MDB, declarou que não sente constrangimento ao disputar as eleições pelo mesmo partido Geddel Vieira Lima, ex-ministro preso. Em entrevista na última quarta-feira (13) ao programa O Tabuleiro, da Ilhéus FM, o candidato médico minimizou a questão ao lembrar da época em que pensava diferente do partido quando o pai de Geddel, Afrisio Vieira Lima, era o presidente da sigla e defendia a ditadura. "Lembro que fui posto para fora do MDB de Ilhéus por Geddel, agora que ele saiu voltei às minhas origens. Quem comete atos de corrupção tem que pagar”, completou Jorge Vianna. Sobre as eleições, o pré-candidato ressaltou a experiência que já tem como pessoa pública. “Eu fui um homem político, tive três mandatos de deputado federal, fui constituinte, presidente da comissão de agricultura, visitei o mundo todo, acho que Ilhéus e a região do cacau precisa de um resgate. Nós não temos emprego na região”, disse. Segundo o site do programa de rádio, Jorge Vianna também não deixou de alfinetar o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), e do ex-governador, também pré-candidato ao senado da república, Jaques Wagner (PT).

a.u.i.s.p

[ Imprimir ]