Publicada em 06 de Setembro de 2018 ás 08:03:25
Antes de rádio e TV, candidatos ao governo baiano não patrocinaram posts em redes sociais

Os candidatos ao governo do Estado não utilizaram publicações pagas no Facebook durante o período de pré-campanha no rádio e na televisão, entre os dias 16 e 30 de agosto deste ano. A tática de impulsionar postagens tem sido bastante utilizada nas eleições deste ano por candidatos, porque faz com que seus materiais de campanha atinjam um número maior de eleitores nas redes sociais. A tática, inclusive, continua vigente, já que nenhum candidato ao Palácio de Ondina patrocinou publicações até esta quarta-feira (5). Este tipo de propaganda paga, que inclui também a exibição de anúncios eleitorais, foi liberada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para as eleições deste ano. Assim, publicações do tipo podem ser exibidas em plataformas como o Facebook, Instagram, YouTube e o Twitter. O Bahia Notícias fez um levantamento de dados das páginas no Facebook de cinco candidatos ao Palácio de Ondina: Rui Costa (PT), Zé Ronaldo (DEM), Marcos Mendes (PSOL), Célia Sacramento (Rede) e João Santana (MDB) – João Henrique (PRTB) e Orlando Andrade (PCO) ficaram de fora porque não têm páginas na plataforma. A pesquisa foi realizada por meio da ferramenta CrowdTangle, que compila estatísticas sobre a rede social. De acordo com o levantamento, além da liderança nas pesquisas, Rui foi o candidato com melhor situação no Facebook. A página dele teve a maior quantidade de curtidas. No período analisado, registrou 310.358 curtidores. Zé Ronaldo veio em seguida, com 52.438. Marcos Mendes completou o pódio, com 9.076 curtidas. João Santana veio em penúltimo, com 1.559, enquanto Célia ficou na lanterna, com apenas 59 curtidas. Neste ínterim, o candidato à reeleição ficou com a maior quantidade de interações entre todos, apresentando 96.627 interações, que são divididas entre reações, comentários e compartilhamentos. Já Zé Ronaldo teve 36.955 de interações, mas obteve um crescimento de 1,65% no quesito, número maior que o de Rui (1,11%). O conteúdo publicado por Rui foi, majoritariamente, composto por vídeos. Foram 46 vídeos, o equivalente a 78% das postagens do petista. Todos eles somaram, ao longo do período levantado, 903.161 visualizações. Já Zé Ronaldo optou por fotos. Do conteúdo levado ao Facebook, 49% foi composto por imagens. Logo depois, vieram os vídeos (47%). Eles renderam ao candidato 187.224 visualizações.

[ Imprimir ]