Publicada em 30 de Outubro de 2018 ás 10:04:03
Partido de Bolsonaro enviou hackers para acompanhar apuração de votos no TSE

Dos cinco representantes que o PSL enviou para acompanhar a apuração dos votos na sala-cofre do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quatro são especialistas em Tecnologia da Informação (TI). A identificação foi feita por agentes da Polícia Federal (PF) que estavam no local, nesse domingo (28). Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, os consultores do partido fizeram diversas postagens contra as urnas eletrônicas em suas redes sociais. O próprio Jair Bolsonaro (PSL) chegou a falar que havia a possibilidade “concreta” de perder a eleição para Fernando Haddad (PT) por fraude nas urnas (saiba mais aqui). No entanto, ao ser declarado vencedor neste segundo turno, o presidente eleito não voltou a questionar o processo eleitoral. Ele é um defensor do voto impresso.
 

[ Imprimir ]