Publicada em 29 de Janeiro de 2019 ás 08:44:59
Governo expulsou 233 servidores federais no Sudeste em 2018

Em 2018, 233 servidores públicos federais foram punidos por irregularidades e ‘atividades contrárias à lei’ nos estados da Região Sudeste: São Paulo (113), Rio (92), Minas (25) e Espírito Santo (3). Os dados fazem parte de divulgado, nesta segunda-feira, 28, pela Controladoria-Geral da União (CGU), que reúne as penalidades de demissão de servidores efetivos, cassação de aposentadoria e destituição de cargos em comissão, aplicadas por órgãos e autarquias. O total de registros na Região Sudeste corresponde a cerca de 36,2% dos 643 agentes públicos punidos em todo o país, maior número na comparação dos últimos 16 anos. Os dados não incluem os funcionários de empresas estatais, a exemplo da Caixa, Correios e Petrobrás. Os servidores apenados, nos termos da Lei Ficha Limpa, ficam inelegíveis por oito anos. A depender do tipo de infração cometida, também podem ficar impedidos de voltar a exercer cargo público. Em todos os casos, segundo a Controladoria, as condutas irregulares ficaram comprovadas após condução de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), conforme determina a Lei nº 8.112/1990 (Regime Jurídico dos Servidores), que garantiu aos envolvidos o direito à ampla defesa e ao contraditório. Leia mais no Estadão.

[ Imprimir ]