Seja bem vindo! Salvador, 09 de Fevereiro de 2016
   
Notícias
Publicada em 06 de Dezembro de 2010 ás 08:00:00 Share

Traficantes exibem cordões de ouro em álbum de fotografias

Você conhece alguém que ande com jóias de R$ 300 mil? O Fantástico teve acesso a um álbum de fotos do tráfico. Uma espécie de coluna social dos bandidos. Nas ruas do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, traficantes exibem quilos de ouro. Circulam em motos, promovem festas de luxo no meio da favela, sempre carregados de pedras preciosas. Colares, pingentes, anéis, que chamam a atenção até de quem entende de joalheria. “Olhando essas imagens, quase 100% de certeza que é ouro. Pode notar a coloração, a própria espessura da peça, a forma, a cor que ela fotografa, a probabilidade é que seja ouro, do bom”, analisa Carla Pinheiro, presidente da Associação dos Joalheiros - RJ. Ela explica que essas jóias não são vendidas em lojas comuns, mas fabricadas artesanalmente. “Correntes são bem feitas, isso indica uma possibilidade de fundição, modelagem, mas algum tipo de equipamento específico”, analisa. Quem são essas pessoas que têm o seu próprio joalheiro? Perguntamos ao delegado responsável pelo combate ao tráfico de drogas no Rio de Janeiro. “Esse traficante da imagem é o Biscoito, ele era uma liderança da Mangueira, estava escondido no Alemão e de lá davam ordens pra gestão das ações criminosas. O de camisa branca era o Claudinho CL. Com certeza ele é procurado”, mostra Pedro Medina, delegado de combate ao tráfico de drogas (RJ). “Esse outro é o bebezão. Tem mandado de prisão pendente, bastante perigoso”, mostra Medina. Um dos homens reconhecidos por Medina é conhecido como Faustão. Ele foi preso durante a operação no Complexo do Alemão quando tentava fugir. E o álbum guardava uma surpresa. A intimidade de FB - o chefe do tráfico na região. “Foi um dos responsáveis pela onda de terror que assolou o Rio de Janeiro”, conta o delegado. A polícia confirma que todos eles estavam escondidos dentro do Conjunto de Favelas do Alemão. Muitos, fugindo de regiões onde foram instaladas as Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs. Achavam que lá, ninguém ia mexer com eles. “Trabalhos investigativos possibilitaram determinar que quase todas lideranças do tráfico de drogas dessa facção passavam durante a semana no interior daquela comunidade uma vez que sabiam que era raro diligências, operações policiais ali”, diz o delegado. Rose é a única traficante que aparece nas fotos. Seria gerente de uma favela inteira. Mas ela não é a única mulher fotografada ostentando armas e ouro. Um dos arquivos tinha 55 fotos. Só de pessoas ligados aos traficantes. Um pingente de ouro e diamante é uma réplica da igreja da Penha. Outras usam as iniciais dos criminosos com quem são casadas ou de quem são amantes. Nas legendas elas recebem o título de "fiel" do bandido. Até crianças foram fotografadas ostentando quilos de ouro puro. A menina com anéis em todos os dedos. E a filha de um dos chefões do tráfico aparece com o uniforme de uma escola particular muito cara. Um dos poucos luxos que extrapolam a favela. “Eles usam isso pra demonstrar o poder, seduzir as meninas para que eles tenham casos com elas, pra mostrar poder, mas também porque não têm como usar o dinheiro fora da localidade. Sempre que saíam, viajavam, compravam roupas, corriam risco de ser presos. Eles são escravos do próprio dinheiro e do território, e agora nem território eles têm porque a gente foi lá e tomou. Não vamos ver nem ouro, nem crianças usando cordões de ouro, isso a gente nunca mais vai ver no Alemão”, afirma Allan Turnowski, chefe da Polícia Civil (RJ). As informações são do G1.

 

 

Leia Também
SAMU cobre 80% da população baiana

 ( Por Fernanda Dourado)

 
Os veículos foram entregues em cerimônia no pátio da Secretaria da Saúde, em Salvador. Representantes de 11 cidades baianas receberam novas ambulâncias avanças do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência no estado. O prefeito Claudevane, mais conhecido como Vane, da cidade de Itabuna, localizada a 441 km de Salvador, diz que a frota tinha sido renovada recentemente, mas que não havia nenhuma ambulância avançada na cidade. Foram beneficiadas com a renovação dos veículos as cidades de Lauro de Freitas, Vera Cruz, Eunápolis, Guanambi, Ilhéus, Itabuna, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista e Itapetinga. De acordo com o prefeito de Itapetinga, cidade de 80 mil habitantes, que fica localizada a 315 km de Salvador, a saúde pública do município contava com duas ambulâncias sendo que uma básica. Ainda de acordo com ele, de janeiro até novembro de 2015 mais de 2.500 pacientes foram atendidos pelo SAMU.  A expectativa é que com atendimento da ambulância avançada o serviço de saúde será reforçado. As ambulâncias do tipo avançado são equipadas com aparelhos de ponta, como desfibrilador, respirador, material de entubação, medicamentos e todo o equipamento indispensável a uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).  Este tipo também permite o transporte de pacientes entubados de um hospital para outro e até para outras localidades.  Dos 417 municípios baianos, 269 têm o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Segundo o secretário de saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, e o governador da Bahia, Rui Costa, apesar de o serviço não atender a todos os municípios, mais de 80% da população baiana são coberta pelo SAMU.
 
330 anos da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

 (Por Fernanda Dourado)

Aos 71 anos, Maria Madalena dos Santos, toda semana tem um compromisso. Ela - que mora na Paralela, se desloca de ônibus para o Centro da cidade, mais precisamente o Pelourinho. Há mais de 10 anos, a aposentada, que perdeu uma filha aos 26 anos vítima de acidente de carro, vai buscar a tranquilidade na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Emocionada, ela lembra que conseguiu muitas graças, inclusive, com a outra filha que estava muito doente.  Ainda em clima de comemoração, a Assembleia Legislativa da Bahia promoveu uma audiência pública para homenagear os 330 anos da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.  A iniciativa foi do deputado estadual e presidente da Comissão Especial de Promoção da Igualdade, Bira Corôa.  A Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos foi criada no ano de 1685 para abrigar a religiosidade do povo negro que, na época da escravidão, era impedido de frequentar as mesmas igrejas dos senhores brancos. Ela foi elevada à categoria de Ordem Terceira, em 2 de julho de 1899.  A Irmandade do Rosário dos Pretos é formada originalmente por escravos vindos das regiões de Angola e Congo e sempre pelo amor dos fiéis.  A utilização de instrumentos da cultura afro-brasileira, como o atabaque e o agogô, durante suas celebrações religiosas é uma das primeiras características que atraem milhares de baianos e turistas às missas da Irmandade.

 

 
Sinalização para os radares?

(Por Fernanda Dourado)

A comissão aprovou a relização de duas audiências públicas. A primeira é a respeito do projeto de lei, do deputado estadual Jânio Natal, que torna obrigatória a existência de sinalização de alerta nas vias que possuam radares de velocidade, em todo o estado da Bahia. A segunda vai discutir a situação de mais de dois mil ex-funcionários da Ebal Empresa Baiana de Alimentos que foi extinta.

 
Circos fiscalizados?

(Por Fernanda Dourado) 

A Comissão de Finanças e Orçamento debateu o  funcionamento livre de parques de diversões, circos, teatros ambulantes que são utilizados para entretenimento popular sem que os órgãos públicos estaduais e municipais tenham uma legislação específica e que proteja os usuários.  Os parlamentares discutiram o projeto de lei, de autoria do deputado estadual Roberto Carlos, que tem como meta impor uma fiscalização específica às normas técnicas de segurança nos parques de diversões. Na reunião, um deputado pediu vista ao projeto por que pretende estudar mais o assunto, já que acredita que os pequenos empresários podem ser prejudicados. 

 
Oposicionistas dizem que governo olhou à região Sul após visita dos contrários

(Por Fernanda Dourado)  

A Comissão de Infraestrutura debateu diversos assuntos no Colegiado. O primeiro deles foi à visita feita na cidade de Ilhéus e Itabuna pelo Colegiado que foi verificar in loco a situação da rodovia Ba-415, que liga Ilhéus a Itabuna, a paralisação da construção da nova ponte Ilhéus/Pontal e o andamento das obras na recuperação do hospital regional. De acordo com o presidente do Colegiado, Hildécio Meireles, o governo começou a olhar para a região Sul depois da visita do Colegiado. O deputado estadual Rosemberg Pinto diz que agenda já previa a visita do governador  à região. 

 
CCJ: Cheque caução pode ser proíbido em hospitais

 (Por Fernanda Dourado)

Dois projetos foram aprovados na Comissão de Constituição e Justiça. O primeiro foi de autoria do deputado estadual Rogério Andrade. A proposta proíbe a exigência de caução ou depósito prévio de qualquer natureza, nos casos de atendimento e internações emergenciais em clínicas e hospitais médicos e odontológicos da rede privada no estado da Bahia. O segundo, de autoria do deputado Adolfo Viana obriga a instalação de dispositivos de segurança em veículos de transporte coletivo com a meta de garantir a segurança pública. O próximo passo é ser votado em Plenário.

 
Plano Urbanístico Ambiental do Vetor Ipitanga

 (Fernanda Dourado)

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano apresentou no auditório da Assembleia Legislativa da Bahia o Plano Urbanístico e Ambiental do Vetor Ipitanga. A elaboração do Plano Urbanístico Ambiental do Vetor Ipitanga tem como objetivo  ordenar a ocupação na área não só dos mananciais do Ipitanga, mas também na de preservação permanente.  A proposta de debater o tema na Assembleia Legislativa da Bahia foi da Comissão de Desenvolvimento Urbano, presidida pela deputada estadual Maria Del Carmem. O projeto de urbanização abrange diversas regiões dos municípios de Salvador, Lauro de Freitas e Simões Filho. (bg) O Plano será implanttado sob a coordenação da SEDUR e contará com a participação de diversas instâncias do governo estadual e municipal, além de organizações da sociedade civil. De acordo com Anésio Miranda Fernandes, um dos  coordenadores do projeto,  a elaboração do Plano Urbanístico é uma antiga reivindicação da comunidade.  O Plano será implementado sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano com a participação de diversas setores do governo estadual e municipal, além de organizações da sociedade civil. Segundo Tânia Scofield, Coordenadora técnica do PDDU, o o plano é muito importante.

 

 
110 anos da Igreja Adventista do 7° Dia

 (Por Fernanda Dourado) 

Ailton Gomes de 42 anos é adventista. Deixou a casa dos pais aos 7 anos de idade depois que o próprio pai tentou envenená-lo. Ficou durante dez anos vivendo nas ruas. Há 25 anos procurou a Igreja e entrou no Clube de Desbravadores – que está presente em mais de 160 países, com 90.000 sedes e mais de dois milhões de participantes. O Clube existe desde 1950, como um programa oficial da Igreja Adventista do 7º Dia. Ailton é um dos adventistas que lotaram o auditório da Assembleia Legislativa da Bahia. Deputados estaduais, pastores e representantes da Igreja Adventista do 7° dia estiveram na Assembleia Legislativa para participar de uma sessão solene que homenageou a Instituição. De acordo com o proponente da sessão, deputado estadual, Aderbal Caldas, a igreja que completou um século e dez anos de vida- cumpre um papel social ajudando  famílias,  crianças e a sociedade nos campos espiritual, social e da educacional. A Igreja Adventista do 7° dia comemorou 110 anos de existência. Projetos sociais iniciados aqui na Bahia serviram de exemplo para igrejas do Brasil e da América do Sul. De acordo com o pastor Giovani Queiroz, além de ajudar as pessoas no lado espiritual e social, um dos pontoS de incentivo da igreja é a educação. No estado da Bahia, são 26 unidades educacionais. Mais de 13 mil alunos estudando em escolas e faculdades adventistas.