Seja bem vindo! Salvador, 19 de Junho de 2019
   
Notícias
Publicada em 28 de Janeiro de 2019 ás 10:22:39 Share

Nada de doido: Isidório renuncia para 'fugir' de polêmica com Daniela Mercury

Campeão de votos nas eleições de 2018 na Bahia, o deputado estadual Pastor Sargento Isidório sabe como poucos atrair atenção para si. A última jogada foi a renúncia, antes da expectativa natural, do cargo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) para que um suplente fosse convocado para ocupar a vaga por pouco mais de uma semana. Eleito deputado federal, Isidório poderia encerrar o mandato no legislativo baiano no dia 31, mas preferiu antecipar para, segundo ele, receber uma promoção que permitiria uma aposentadoria mais gorda como policial militar. Eleito pela primeira vez em 2002, o Pastor Sargento está afastado da corporação desde então. Folclórico desde o princípio, quando ainda andava com um falso botijão de gás, Isidório chegou à Assembleia depois de integrar o grupo que liderou uma paralisação de policiais militares em 2001. De lá para cá, manteve pautas relacionadas à segurança, porém se tornou mais conhecido pelo trabalho social à frente da Fundação Doutor Jesus – controversa do ponto de vista do tratamento da dependência química, mas relevante para as famílias assistidas. A Fundação Doutor Jesus cresceu junto com a presença de Isidório na mídia e na perpetuação dele com cargos eletivos. Em 2016, já consolidado como “doido” na definição sugerida por ele, foi candidato a prefeito de Salvador com o apoio do governador Rui Costa. Chegou longe de ameaçar o projeto de reeleição de ACM Neto, mas somou o espólio ao trabalho com dependentes químicos e liderou no ano passado a votação dos baianos para a Câmara dos Deputados, ao tempo em que transferiu o capital político para o filho, João Isidório, também campeão de votos na corrida pela Assembleia. Na mesma semana em que renunciou, o deputado-pastor-sargento foi notícia com a repercussão negativa da queixa-crime da cantora Daniela Mercury contra ele – totalmente razoável, devido ao comportamento inadequado do parlamentar -, mas resolveu minimizar os efeitos dessa polêmica. Figurou na mídia como um pobre trabalhador que precisa ter uma promoção antes de se aposentar, pois a aposentadoria como deputado não seria suficiente para sobreviver. Poderia ser uma piada, porém só serve como uma prova de que Isidório não tem absolutamente nada de “doido”. No entanto, para quem achava que situação não poderia ser mais surpreendente, eis que o deputado resolve brincar com a capacidade de discernimento do eleitor, ao sugerir que poderia renunciar ao cargo na Câmara dos Deputados em troca de uma aposentadoria na Polícia Militar com uma promoção final. Quem acredita? Talvez quem ache que Isidório é apenas um personagem que não calcula os próximos passos políticos a dar. Daniela fez seu papel ao trazer o assunto de novo à pauta. Com sua sugestão de acordo em que o deputado doaria 20% do seu salário por 5 meses para uma instituição indicada por ela, a cantora forçaria o parlamentar a se “retratar mensalmente” pelo que disse. É uma forma de marcar posição, mas provavelmente não surtirá efeito. E Isidório deve manter um discurso que simplesmente fuja da questão, tentando mudar de assunto – e levar a imprensa com ele. Sim, é um direito do sargento se aposentar com uma patente acima, como determina a legislação. Isidório, ainda que não esteja na corporação desde 2003, é legalmente apto a receber a promoção e ninguém questiona isso. Porém é difícil crer que apenas a aposentadoria seja a justificativa real para que os holofotes sobre ele passem de alvo de uma queixa-crime a um trabalhador igual aos milhares de brasileiros que têm medo do que a reforma da previdência vai trazer. Além de deputado, pastor e policial militar, Isidório é um cara bem esperto...
 

Leia Também
Eleições 2020: DEM já montou estratégia

(Por Fernanda Dourado) 

O presidente do PT não quis falar sobre o planejamento da ala, mas  o presidente estadual do DEM na Bahia, deputado federal, Paulo Azi, afirmou ao BR que o objetivo é lançar o maior número possível. Contudo, ponderou usando as mesmas palavras do petista: “Ainda é cedo para fazer uma projeção”, mas acrescentou: “teremos atenção especial aos 50 maiores (munícpios)”, afirmou. 

 

 
MDB diz que quatro vereadores de Salvador podem ingressar na legenda

( Por Fernanda Dourado)

  O presidente estadual do MDB, Alex Freitas, mais conhecido como Futuca, também foi procurado pelo BR para saber se a ala lançará candidato em Salvador. “Nós estamos trabalhando para isso”, afirmou o medebista. Questionado quem seria o possível candidato, Futuca preferiu não revelar nomes, mas diz conversar com quatro vereadores de Salvador – que estão interessados em ingressar na legenda. O BR quis saber os nomes e quais seriam os partidos (oposição ou situação). Futuca respondeu, “as duas opçoes”. Questionado se já conversou com o possível candidato do prefeito ACM Neto, o vice-prefeito Bruno Reis, ele disse que já tiveram diversas conversas, mas não há aliança firmada.

 

 
Lúcio Vieira Lima diz que MDB dará atenção ao interior

 (Por Fernanda Dourado)

 Quando o  BR entrou em contato com Futuca, presidente do MDB, o ex-deputado federal, Lúcio Vieira Lima, estava ao lado do comandate do partido, o BR também quis ouvi-lo sobre a atual conjuntura política. De acordo, ele “como os partidos estão mais preocupados em lançar candidatos na capital baiana, o MDB – que ainda trabalha um nome para Salvador- dará uma atenção maior aos municípios do interior do estado. “Enquanto todos estão precoupados com Salvador, daremos atenção ao interior do estado. Nosso fundo eleitoral será para representantes do interior da Bahia”, afiançou.  

 

 
Oposicionista diz que a campanhado DEM para 2022 já começou

 (Por Fernanda Dourado)

 

Engana-se que a campanha começou apenas às eleições municipais. Em conversa informal com um oposicionista ao governo do estado, ele afirmou que a candidatura para o governador do do atual prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto,  já está sendo estruturada.

 

 
Hilton critica estratégia do governo e diz que seu nome está a disposição em Salvador

 (Por Fernanda Dourado)

 

Em entrevista ao Bahia Repórter, o deputado estadual Hilton, que já foi candidato a prefeito de Salvador e jamais cairá no esquecimento do eleitor pelo seu jingle que não sai de nossa cabeça - disse que o nome dele está à disposição para a disputa Palácio Tomé de Souza, mas que depende do decisão da ala e dos partidos aliados ( PCB, UP e PSTU). Ainda segundo o legislador - que é oposição de esquerda, a estratégia do governo de lançar vários nomes mostra, segundo ele, a ausência de um projeto que unifique todos os candidatos. 

 

 
Irecê: Antes capital do feijão, agora passou a ser intitulada de cornos e cornos pelo próprio gestor

 (Por Fernanda Dourado)

 

Depois de convidar os “cornos e cornas” durante o lançamento da grade do São João de Irecê, o prefeito do município, Elmo Vaz, mais uma vez - virou meme. Um vídeo que viralizou na internet mostra as imagens do clipe oficial do São João, mas com montagens  inseridas no vídeo e com a edição da voz do chefe  dedutivo municipal com convite dele à população que se denomina “cornos e cornas”. A letra inicia com o jargão “aí que tudo” e segue : “ Vai ter um dia um dia só para os chifrudos” - referindo- se ao convite do prefeito para o show de Amado Batista - que será uma das atrações do São João. O clipe de apenas um minuto e 14 segundos consegue prender a atenção do internauta pela letra, melodia, ritmo, e, claro, pela montagem de Elmo dançando ao ritmo musical -que nos faz lembrar a famosa banda de Calypson. Sem dúvida, o gestor municipal - que está muito desgastado politicamente - não tem feito sucesso na sua administração municipal pela escassez de serviços prestado ao município, mas tem feito sucesso na internet pelos memes com suas declarações desastrosas. Irecê - que é conhecida nacionalmente como capital do feijão - sempre teve a festa junina destacada no calendário nacional - mas o convite feito à população era muito respeitoso. 

 

 
Eleições 2020: “Sou candidato natural da oposição”, afirma ex-prefeito de Lapão

(Por Fernanda Dourado) O ex-prefeito de Lapão, Hermenilson Carvalho - que está em processo de filiação ao DEM - é a possível aposta da ala a gestão municipal. O Bahia Repórter entrou em contato com o futuro demista para confirmar a sua pré-candidatura. “Sou candidato natural da oposição. Mas dentro do grupo temos outros nomes”, afirmou o ex-gestor - que tem como característica a cautela política. Hermenilson foi vencido pelo atual prefeito Ricardo Rodrigues ( PSD) por 920 votos, mas adianta que além de ser o possível candidato da oposição, além de contar com as antigas alianças, segundo ele,  já tem novos aliados que antes faziam parte do grupo governista. “Já temos o apoio de vários partidos que sempre estiveram conosco e agora, também, do grupo do ex-prefeito Bráulio”, ressaltou. E o embate político não será mais entre Hermenilson e Ricardo Rodrigues - já que o atual prefeito não poderá ser candidato por administrar pela segunda vez consecutiva a prefeitura, mas segundo informações colocará seu vice, Márcio, para pleitear a vaga. Ou seja, a disputa será entre DEM e PCdoB. 

 
Contrato ViaBahia

(Por Fernanda Dourado)

As denúncias contra a Via Bahia - concessionária responsável pela concessão das BRs 324 e 116 - sempre foram recorrentes na Assembleia Legislativa da Bahia. São 680 quilômetros de rodovias administrados pela empresa, mas parece que extensão é apenas na quilometragem, no tamanho do contrato que totaliza 180 páginas (o documento com o anexo), e, também na duração da concessão de 25 anos. O contrato foi assinado no dia 03/09/2009 e vai até 19/10/2034.