Conecte-se Conosco

Política

Prefeitura ainda avalia suspender ponto facultativo em Salvador durante o Carnaval

Publicado

em

A Prefeitura de Salvador deve seguir os passos do Governo da Bahia e não decretar folga para o período que compreende o Carnaval em 2022.

Em coletiva nesta quarta (9) durante o lançamento da plataforma Salvador Tech, no Hub Salvador, no Comércio, o prefeito Bruno Reis (DEM) afirmou analisa os números, porém, os caminhos levam a mesma decisão tomada por Rui Costa no final de janeiro (leia aqui). 

“O governo já tomou a decisão de não decretar ponto facultativo durante o Carnaval. Muito provavelmente eu irei adotar essa decisão, ainda estou vendo os números. Vocês sabem que eu sempre tomo as decisões como cautela, aguardando até o limite de quando é necessário tomar a decisão”.

Quanto a realização de festas no período momesco, o gestor municipal, que já havia afirmado não ter definição sobre os eventos particulares, reforçou a aplicação dos protocolos de segurança para a realização de qualquer celebração na cidade. 

“Nós temos protocolos em vigor que estão sendo cumpridos. Com limitação de público, exigência de cartão de vacinação”, informou.

As medidas mais assertivas envolvendo o Carnaval devem ser divulgadas na próxima semana, garante o prefeito.

“É um fato, hoje já não temos mais casos de H3N2, nem óbitos por conta da influenza, já há uma pressão menor no sistema de saúde, os números estão em queda. Estamos há mais de quinze dias do período do Carnaval e fatalmente na próxima semana nós vamos anunciar o que irá ocorrer nesse período. Com mui Então com muita calma, cautela e compreendendo a importância dos eventos para nossa cidade, do impacto que ele tem na economia, mas sempre colocando a vida em primeiro lugar”.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Marcha para Jesus: Bolsonaro convoca evangélicos para o 7 de setembro

Publicado

em


Durante o discurso para os  fiéis que participam da Marcha para Jesus neste sábado (13), o  presidente Jair Bolsonaro (PL) convida o público do evento para participar do desfile do feriado de 7 de setembro, que ocorrerá na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro. O mandatário também pede por ‘transparência e liberdade’.

“No próximo dia 7, vamos todos às 15 horas, estar presente em Copacabana. Vamos dar um grito muito forte, dizendo a quem pertence esta nação. O que nós queremos é transparência e liberdade”, disse Bolsonaro em um trio elétrico, acompanhado do deputado federal Helio Lopes (PL).

Continue lendo

Política

Bolsonaro: carta pela democracia vale menos que ‘pastelzinho de vento’

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar “Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito”, neste sábado (13), em suas redes sociais. O mandatário disse que o documento vale menos que um “pastelzinho de vento”.  

Continue lendo

Política

Codecon vistoria 72 estabelecimentos comerciais durante Operação Dia dos Pais

Publicado

em

A Operação Dia dos Pais, realizada pela Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), contabilizou 72 estabelecimentos comerciais vistoriados nesta edição. 

Segundo a pasta, as visitas aos estabelecimentos foram realizadas pelos fiscais do órgão entre a última segunda-feira (8) até a sexta-feira (12). A operação teve como objetivo verificar as condições de oferta dos estabelecimentos comerciais e coibir práticas abusivas.

Os principais ramos de estabelecimentos visitados no período foram joalherias, perfumarias, óticas e lojas de calçados. Quatro estabelecimentos foram notificados por ausência de preços nos produtos, prática que infringe o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Durante a Operação Dia dos Pais deflagrada no ano anterior, 40 estabelecimentos foram notificados. Na ocasião, a maioria foi notificada por ausência de informação de preço nos produtos. As demais irregularidades identificadas à época foram ausência de um exemplar do CDC, não emissão de nota fiscal e comercialização de produtos com prazo de validade vencido.

Continue lendo
Propaganda [smartslider3 slider="2"]
Propaganda [smartslider3 slider="2"]

Tópicos populares

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Conteúdo protegido